Conselho aguarda registro do novo Estatuto para marcar data da eleição

Recentemente, os conselheiros aprovaram alterações no Estatuto do Clube, uma delas estabelecendo um novo período para o mandato dos próximos diretores, de dois anos, em vez de três, como determinava o documento antigo. A partir de agora, está aprovada a reeleição do presidente da entidade.

Pelo novo Estatuto, 19 conselheiros estão em condições de exercer o seu direito de voto. Alguns foram substituídos por suplentes e outros perderam os seus mandatos, por terem excedido o número de faltas à reuniões, contrariando as normas estatutárias.

A mandato da atual diretoria vai até o dia 15 de agosto. A presidente Maria Isabel Pimenta Rocha está definindo, juntamente com os seus companheiros, sobre a possibilidade de lançar a sua candidatura para o próximo biênio.

Comenta-se que poderíamos ter de duas a três chapas para essa disputa. Um dos nomes cogitados é o do ex-presidente Roberto Túlio Miranda, Robertinho que, no entanto, ainda não confirmou se colocará o seu nome à disposição dos conselheiros.

Calendário

Ainda é cedo para comentar sobre a volta das atividades do futebol da União Recreativa dos Trabalhadores. Com o rebaixamento para o Módulo II do Campeonato Mineiro, a equipe celeste aguarda o calendário da Federação Mineira de Futebol, para que possa definir o cronograma de trabalho para a temporada 2023. 

Em 2022, a disputa da segunda divisão do futebol mineiro teve início no dia 17 de abril. Em caso de manutenção desta data, a URT poderia retornar às suas atividades em fevereiro de 2023.

Fonte: Adamar Gomes – Foto: Guilherme Camargos

Compatilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.