Não faltou luta, fomos à exaustão avalia o treinador Rodrigo Santana na derrota de 3 a 0 para o Cruzeiro

“Eu sei que nada do que falar vai justificar uma derrota, mas temos que trabalhar. Fizemos o melhor, e vamos seguir em frente trabalhando”. Foi assim que o treinador da URT, Rodrigo Santana resumiu a partida desta quarta-feira (7) em Belo Horizonte.

Em jogo de poucas oportunidades para a URT, o time vive boa fase no campeonato. O Trovão Azul vai ter que se esforçar para recuperar a confiança no próximo jogo. O grupo precisa ter mais confiança. É claro que o resultado negativo machuca todo grupo. Não faltou luta, fomos à exaustão, mas há uma baixa autoestima com a situação toda. Precisamos da vitória para nos dar confiança”, e a classificação avalia o treinador, Rodrigo Santana.

A respeito da derrota, ele afirma que há vários fatores para se analisar. “Alguns jogadores renderam, outras ainda não como esperávamos, uns sem ritmo de jogo, outros entrando agora. Vamos falar pouco e trabalhar, porque a situação exige isso”, arremata ele.

CRUZEIRO : Fábio; Lucas Romero, Digão, Dedé e Marcelo Hermes; Lucas Silva, Bruno Silva (Ezequiel); Arrascaeta, Mancuello (Robinho) e Thiago Neves (Raniel). Rafael Sóbis. Técnico: Mano Menezes

URT : Carlão; Carlinhos, Dão, Vitor. Salinas e Jean Carioca (Rodolfo); Douglas Maia, Jô, Bruninho e Eduardo Ramos (Luis Fellipe); Macena (Diogo Orlando) e Felipe Alves. Técnico: Felipe Santana

Gols: Rafael Sóbis, aos 17 minutos, Arrascaeta ao 23 minutos, e Thiago Neves, aos 41 minutos do primeiro tempo.

Cartão Amarelo: Egídio, Rafael Sóbis, Lucas Romero, Digão (CRU); Dão, Victor Sallinas e Bruninho (URT)

Cartão Vermelho: Não houve

Apitou o jogo: Ronei Cândido Alves – auxiliado por: Ricardo Junio de Souza e Samuel Henrique Soares Silva

 

 

Publicado em:07/03/2018
Autor:Wantuir Silva

Compartilhe:

     


Comentar: