Divididos pela rivalidade entre Brasil e Argentina, torcedores de Bangladesh vivem emoção do clássico no Mineirão

Bangladesh é um pequeno país do Sul da Ásia, vizinho da Índia e banhado pelo Rio Padma, onde vivem pouco mais de 160 milhões de habitantes. Sem nenhum resultado expressivo no esporte, a seleção local é apenas a 183ª no ranking, mas o país é fortemente dividido por uma paixão: o futebol de Brasil e Argentina, que chega a causar brigas e parar as principais cidades em dias de jogos.

A paixão do povo de Bangladesh por Lionel Messi, Philippe Coutinho e cia ganhou notoriedade durante a última Copa do Mundo, quando imagens de casas e prédios pintados com as cores da Argentina e Brasil fizeram sucesso no mundo todo.  A disputa se acirrou nesta terça-feira, no Mineirão. Um grupo de bengalis que vive em São Paulo chegou cedo ao estádio, rachados entre as cores azul e branca e verde amarela. Mas todos vestidos com a bandeira verde escura com um círculo vermelho, de Bangladesh.
“A maior torcida em Bangladesh é do Brasil”, afirma Rasel Ahmed, antes de ser interrompido pelo amigo, Shamim Ahmed. “Claro que não. Bangladesh é de Messi”. A divisão é nítida. “Eu gosto muito do Coutinho. Ele é meu favorito. Eu tenho um fã clube chamado Barcelona Fans Group – Bangladesh. Ele é muito bom”, diz Shah Jalalsagor, antes de ser cortado pelos amigos fãs de Messi, Agüero, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *